Arquitetas de Goiânia dão dicas de como aproveitar bem espaços pequenos

Integração de cômodos, cores claras, móveis planejados e uso das paredes são alguns dos truques usados pelas profissionais em Goiânia.

quarto-peq-carolinne-stival

Mesmo com poucos metros quadrados, apartamentos, quartos e até lojas podem ser bem planejados e ter o uso dos espaços otimizados, sem parecerem apertados. Duas arquitetas de Goiânia dão dicas de como usar bem cada cantinho de um ambiente pequeno, com decoração, cores adequadas e disposição dos cômodos para conseguir passar a sensação de amplitude e conforto.

A arquiteta Tayná Gonçalves explicou que uma das formas de aproveitar bem o espaço de um apartamento é integrar os ambientes comuns, como a sala, a cozinha e a varanda, por exemplo. Segundo ela, esta estratégia permite a circulação mais fluida entre os cômodos.

“Essa integração entre os ambientes amplia o espaço. Se fizermos tudo como se fosse um local só passamos a sensação de um lugar maior, mais amplo. Nesses espaços podemos usar bancos grandes, por exemplo, onde cabem mais gente e viabiliza receber mais pessoas em casa”, destacou.

Outra saída, de acordo com ela, é manter as cores do ambiente claras ou usar apenas tons pasteis, neutros. Segundo Gonçalves, essas pinturas dão mais amplitude aos cômodos, assim como o uso de espelhos em paredes inteiras.

“Colocar um espelho em uma parede atrás do sofá, por exemplo, dá essa sensação de ambiente maior. As cores escuras também passam a ideia de ambiente fechado, por isso é mais indicado o uso de branco, azul claro ou até amarelo. Outro aspecto importante é criar um ambiente bem iluminado, mesclando luz direta e indireta”, completou.

A também arquiteta Carolinne Stival de Castro contou que já precisou projetar e decorar ambientes pequenos, tanto em espaços comerciais, quanto em apartamentos. Segundo ela, o mais importante é estudar bem o imóvel para criar aproveitamento tanto do piso como das áreas verticais.

“Olhando a planta, principalmente para quem é leigo, dá a impressão de que não cabe nada, mas é possível fazer caber muita coisa. Estudando o projeto colocamos móveis até o teto, como armários, por exemplo, para aproveitar melhor os espaços. Em um apartamento, uma das saídas foi fazer nichos embutidos dentro da própria parede, para colocar decoração e objetos”, aconselhou.

A arquiteta aconselhou ainda o uso de móveis planejados ou retráteis, para que seja possível aproveitar todos os espaços do imóvel. Desta forma, os armários, estantes e outros objetos são feitos especialmente para aquele ambiente e não correm o risco de deixar cantos sem uso. No caso de quem quer receber muitos convidados ela aconselha o uso de bancos sob medida, por exemplo, para caber mais pessoas sem precisar de muitas cadeiras, que ocupam mais espaço.

Stival comentou que fez o projeto de uma loja de seis metros quadrados e precisou usar todo o espaço que tinha para fazer com que tudo coubesse de forma harmônica. “Eu fiz muito estudo vertical, colocando as araras e uma estante do piso até o teto para conseguirem guardar as roupas”, disse.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *